Páginas

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Os mistérios camuflados de uma cortina...

Para cada situação, uma boa cortina têm seus segredos, sendo eles, no tecido, na confecção, na forma ou até no tom. Na Revista Casa Claudia do mês de abril saiu uma reportagem desvendando esses mistérios, e eu resolvi compartilhar com vocês. Como eu aprendi esses truques, vocês também poderam aprender e ahazar.

Cortina Lexus.
Janela extensa pede leveza, por isso, a escolha de um tecido branco numa medida justa, sem excesso, apenas 4 cm de sobra no chão. Outro detalhe dessa beldade é a prega americana de 15 cm de altura.


Cortina de Seda
Estilo clássico invoca seda, seda invoca estilo clássico. Um par perfeito. Elegante, a seda foi eleita para o xale com pregras americanas e barra de 20 cm de altura. Mas ATENÇÃO, seda precisa de uma proteção de forro resistente ao sol, um voal costurado sem volume é uma boa pedida para não interferir no visual. Olha que composição leve e clássico jovem.


Trilho Flexível
Trecho curvos tem solução. Do modelo de alumínio flexível, chamado de trilho miniluxo suiço, pende a cortina de gaze de linho sintética, um misto de linho e poliéster costurado com uma barra de 60 cm de altura, eu disse, 60 cm de altura. Que ah,azooooo! Uma sofisticação necessária ao pé direito, e outro cuidado necessário é com o volume, por isso a prega macho, chapada, ajuda na curvatura marcante.


Modelito para várias versões
Uma cortina, duas versões, enjoou, troca.
Um efeito seco era o propósito, isso se deu ao corte reto, penduradas com presilhas e um varal de aço. A possibilidade de composição é a grande surpresa. O rosa bloqueia melhor o sol quando o branco está recolhido. A segunda versão assume um visual contemporâneo.


 

O acolhimento do Veludo 
Ambiente grande pode ganhar através da cortina de veludo uma suavidade.
Ele tira a impressão de frieza de salas grandes, como na foto o ambiente tem 50 m2. Mas pq? Porque o pano tem a sensação de peso, mas foi equilibrado com um forro sintético de poliéster bem leve, imitando a seda. Ambos têm barra de 30 cm de altura e correm sobre um vãro duplo aparente.

 

Trama escura agrada base neutra
Nem sempre a escolha de uma tonalidade clara para a cortina é a opção que mais valoriza. Se o seu quarto tem a base de brancos e bege, uma Parmigiani, de gaze azulada dá o acolhimento que precisava, (ADOREI SABER DESSE) as pregas sobrepostas são detalhes que enrique o visual.

 

Império (da) Romana
Suavizar a incidência de luz, é com essa 'paredona' aqui, CORTINA ROMANA. A sua composição idêntica à das telas solares - um misto de fibra de vidro e PVC - , o material da romana bloqueia 95% dos raios UV. É ou não é um paredão?? O melhor é a sua liguagem limpa na decoração.

Fonte: Revista Casa Cláudia - 04/2010

Gostaram???
Beijos...

Um comentário:

Roseli Araujo disse...

Mariiiiii, vc tá arrasndo nas dicas, adorei!!! Sucesso amiga! bjs Roseli

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails